Tecnologias Digitais e Educação Escolar:

tecendo perspectivas críticas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.53282/sulsul.v1i01.655

Palavras-chave:

Tecnologias Digitais, Ecologia Cognitiva, Revisão Sistemática

Resumo

Este texto, de base teórico-analítica, objetiva refletir sobre as Tecnologias Digitais enquanto meios para a produção de conhecimento no campo da Educação, à luz da ecologia cognitiva. Apresenta, como recorte epistemológico, o caráter político-filosófico dessas tecnologias, a partir de um movimento de imbricação homem-máquina, no sentido de proporcionar espaços agentivos que possibilitem novos modos de conhecer no ambiente escolar. Como itinerário metodológico, parte da realização de uma revisão integrativa, tendo como corpus publicações intelectuais oriundas das ações dos subprojetos pertencentes ao Projeto de Pesquisa Tecnologias, (Multi)letramentos e Formação de Professores. Os dispositivos para a construção de informações são as ferramentas Cirrus, Tendências e Links, que compõem a interface online Voyant Tools. Como achados deste estudo, verificamos que existe sólida produção intelectual resultante das pesquisas, de caráter interventivo, realizadas pelos integrantes do Projeto, no período de 2018 e 2019, que ratificam a importância de constituição de novas configurações sociointerativas para a construção de conhecimento, de forma colaborativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Úrsula Cunha Anecleto, UNEB/UEFS

Doutora em Educação na linha de pesquisa Estudos Culturais, pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Mestra em Crítica Cultural na linha de pesquisa Letramento, Identidade e Formação do Professor, pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Especialista em Especialização em Metodologia do Ensino, Pesquisa e Extensão em Educação pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira (FACINTER). Graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Atualmente, é coordenadora e docente no Mestrado Profissional em Educação e Diversidade (MPED/UNEB), docente colaboradora no Mestrado em Estudos Linguísticos na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), docente de Prática Pedagógica, Estágio em Língua Portuguesa, Tecnologias da Informação e Comunicação e Fundamentos Metodológicos da Língua Portuguesa (UNEB/ campus XIV / campus XI), nos cursos de graduação da Universidade Aberta no Brasil (UAB) e do Plano Nacional de Formação de Professores (PARFOR/UNEB). É vice líder do Grupo de Estudo e Pesquisa em (Multi)letramentos, Educação e Tecnologias na UNEB (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5640144801632064). Atuou como formadora no programa Pró-letramento Bahia, polo Barreiras (UNEB), no curso de Especialização em Educação Profissional (UNEB/campus XVI) e no Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais (CATE/UNEB/SEC). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa e Linguística Aplicada, e na área de Pedagogia, atuando principalmente nos seguintes campos: Ensino de Língua Portuguesa, Prática Pedagógica, Teoria do Agir Comunicativo, Multiletramentos, TIC e ensino e Estudos Culturais.

Referências

ALARCÃO, Isabel. Escola reflexiva e a nova racionalidade. Porto Alegre: Artmed Editora, 2005.

BUZATO, Marcelo. Letramentos digitais e formação de professores. In: III Congresso Ibero-Americano EucaRede: Educação, Internet e Oportunidade. Memorial da América Latina, São Paulo, BRASIL, 29 a 30 de maio de 2006. Disponível em: https://www.academia.edu//Letramentos. Acesso em: 03 maio 2020.

CANCLINI, Néstor Garcia. Diferentes, desiguais e desconectados: mapa da interculturalidade. Trad. Luiz Sérgio Henriques. 3 ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2015.

CARNEIRO, Anderson dos Santos; ANECLETO, Úrsula Cunha. Formação permanente de professores e mediação pedagógica: reflexões sobre o curso UPTE por professores da rede pública de ensino do estado da Bahia. Anais do II Encontro Regional Norte-Nordeste ABCiber. Disponível em: https://eventos.set.edu.. Acesso em: 04 maio 2020.

CASTELLS, Manuel. A cultura da virtualidade real: a integração da comunicação eletrônica, o fim da audiência de massa e o surgimento de redes interativas. In: CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. Trad. Roneide Venancio Majer. 6 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.p.413-466.

CUPANI, Alberto. Filosofia da tecnologia: um convite. 3 ed. Florianópolis: Editora UFSC, 2016.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. v. 1, Rio de Janeiro (RJ): Editora 34, 1995.

GÓMEZ, Ángel. Educação na era digital: a escola educativa.Trad. Marisa Guedes. Porto Alegre: Penso, 2015.

HANNOUN, Hubert. Educação: certezas e apostas.São Paulo: UNESP, 1998.

LEMOS, André. Prefácio. In: BONILLA, Maria Helena Silveira; PRETTO, Nelson De Luca (Orgs.). Inclusão digital: polêmica contemporânea.Salvador: EDUFBA, 2011.p.15-21.

LÉVY, Pierre. As Tecnologias da Inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Trad. Carlos Irineu da Costa. 15 reimpressão. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2008.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. 3ed. 2 reimpressão. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2014.

MCLUHAN, Marshall. McLuhan por McLuhan: conferências e entrevistas. Rio de Janeiro: Ediouro, 2005.

OLIVEIRA, Maria Marly de. Sequência didática interativa no processo de formação de professores. Petrópolis: Editora Vozes, 2013.

SILVA, Obdália Santana Ferraz; ANECLETO, Úrsula Cunha. Multiletramentos. In: MILL, Daniel (Org.). Dicionário crítico de educação e tecnologias e de Educação a Distância. Campinas (SP): Papirus, 2018.p.463-467.

SILVA, Obdália Santana Ferraz; ANECLETO, Úrsula Cunha. Formação docente na cultura digital: por uma prática pedagógica ética e humanista. In: JEREZ, Sergio Alejandro Rodríguez. Enseñar y educar en la civilización digital. Bogotá (Colômbia): Universidad Sergio Aborleda, 2019. p.123-142.

SOUZA, Marcela Tavares; SILVA, Michelly Dias da; CARVALHO, Raquel. Revisão integrativa: o que é e como se faz. Revista Einstein, v. 8, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ei-eins-8-1-0102.pdf. Acesso em: 10 maio 2020.

Downloads

Publicado

2020-05-28

Como Citar

Anecleto, Úrsula C. (2020). Tecnologias Digitais e Educação Escolar:: tecendo perspectivas críticas. Sul-Sul - Revista De Ciências Humanas E Sociais, 1(01), 104–123. https://doi.org/10.53282/sulsul.v1i01.655

Edição

Seção

Vol. 01 N. 01 - Sociedade crítica: pensamento e transformação do presente