A IMPORTÂNCIA DE DIVULGAR A GEOLOGIA PARA A SOCIEDADE

UMA SÍNTESE DOS PRINCIPAIS CONCEITOS QUE CONTEMPLAM GEOPARQUES E NOVOS OLHARES

Autores

  • Fernanda Luft Souza
  • Mauro Daniel Rodrigues Bruno
  • Victória Herder Sander

DOI:

https://doi.org/10.53282/sul-sul.v4i1.984

Palavras-chave:

Geodiversidade, Geoturismo, Geoconservação, Paleontologia, SBGeduca

Resumo

O conhecimento do público em geral acerca da geologia é fundamental para a conservação do planeta e manutenção da vida em sua superfície, considera-se também de ampla importância a compreensão de conceitos como geodiversidade, geopatrimônio, geoconservação, geoturísmo e geoparque que são conhecidos no âmbito acadêmico como 5 Gs. A disseminação destes temas, assim como a divulgação de ações que impactam nas comunidades locais, permitem incentivar a difusão do conhecimento geocientífico e a conservação dos recursos naturais. Com a finalidade de promover ações relacionadas aos 5Gs, nos últimos anos
diversas ações têm sido realizadas na América do Sul, em especial no Brasil, o que despertou o interesse de diversos agentes de transformação, em especial, dos líderes comunitários, gestores públicos e iniciativa privada. Neste contexto, grande parte destas ações visam, principalmente, incentivar o turismo de modo sustentável e a conservação dos recursos naturais. Entretanto, ações que visam resultados a longo prazo como a educação das novas gerações para a preservação ambiental do planeta ainda são escassas. A literatura sobre os 5Gs é ampla e diversa, entretanto, tem sido difundida em linguagem técnico-científica voltada essencialmente para acadêmicos. Sendo assim, escassa em linguagem apropriada para o público leigo no tema. Este estudo pretende aproximar o leitor do conhecimento geológico com base nos conceitos dos 5Gs, assim como divulgar exemplos de ações que difundem estes conceitos, especialmente, para as novas gerações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Luft Souza

Doutora e Mestre em Geologia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS); Graduada em
Engenharia Geológica pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL). Atua como pesquisadora no Instituto Tecnológico de Paleoceanografia e Mudanças Climáticas - itt Oceaneon (UNISINOS), com ênfase em petrográficas de rochas carbonáticas do Cretáceo. Por meio da ONG GeoRoteiros, executa atividades de extensão universitária divulgando a Geodiversidade, e incentivando o Geoturísmo e a Geoconservação do Patrimônio Geológico do Estado do Rio Grande do Sul.

Mauro Daniel Rodrigues Bruno

Doutorando em Geologia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS); Mestre e Graduado em Geologia (UNISINOS). Atua como pesquisador no Instituto Tecnológico de Paleoceanografia e Mudanças Climáticas - itt Oceaneon (UNISINOS), com ênfase em eventos paleoceanográficos do Cretáceo. Por meio da ONG GeoRoteiros, executa atividades de extensão universitária divulgando a Geodiversidade, e incentivando o Geoturísmo e a Geoconservação do Patrimônio Geológico do Estado do Rio Grande do Sul. Integrante do Comitê Educativo Científico (CEC) do Geoparque UNESCO Caminhos dos Cânions do Sul, e também atua como apoiador, por meio do GeoRoteiros, do Geoparque UNESCO Caçapava.

Victória Herder Sander

Graduada em Geologia (UNISINOS). Atua como pesquisadora no Instituto Tecnológico de Paleoceanografia e Mudanças Climáticas - itt Oceaneon (UNISINOS), com ênfase em eventos paleoceanográficos do Cretáceo e Cenozóico. Por meio da ONG GeoRoteiros, executa atividades de extensão universitária divulgando a Geodiversidade, e incentivando o Geoturísmo e a Geoconservação do Patrimônio Geológico do Estado do Rio Grande do Sul.

Referências

AUMOND, Gustavo Nunes; BRUNO, Mauro Daniel Rodrigues; LEITE, Luiz Filipe Silva e Souza;

DE PAULA, Tadeu; NAUTER-ALVES, Andressa; SANTOS FILHO, Marcos Antonio Batista;

CASALI, Juliana; KOCHHANN, Marcus Vinicius L.; STÜKER, Betina; FRANCISCO, Emanuel M.;

SOUZA, Lais Vieira.; DUARTE, Luciana Rigon C.; SILVA, Rafael R. Divulgação dos geossítios do

Estado do Rio Grande do Sul: cenário atual e perspectivas futuras. In: Congresso Brasileiro

de Geologia, 48, 2016, Porto Alegre - RS. Anais...São Paulo - SP: Sociedade Brasileira de

Geologia, 2016.

BORBA, André Weissheimer. Geodiversidade e geopatrimônio como bases para estratégias

de geoconservação: conceitos, abordagens, métodos de avaliação e aplicabilidade no

contexto do Estado do Rio Grande do Sul. Pesquisas em Geociências, vol. 38, n. 1, p. 3-13,

BRILHA, José. Património Geológico e Geoconservação. Braga: Palimage, 2005. 190 p.

BRILHA, José. Geoheritage: inventories and evaluation. In: REYNARD, Emmanuel; BRILHA,

José. Geoheritage: Assessment, Protection, and Management. Amsterdam: Elsevier, 2018. p.

-85.

GRAY, Murray. Geodiversity: valuing and conserving abiotic nature. 1. ed. Chichester: John

Wiley & Sons, 2004. 434 p.

GRAY, Murray. Geodiversity: valuing and conserving abiotic nature. 2. ed. Chichester: John

Wiley & Sons, 2013. 495 p.

ONU. Organização das Nações Unidas. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 2018.

Disponível em <https://nacoesunidas.org/pos2015/> Acesso em 28/06/2023.

ONU. Organização das Nações Unidas. Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o

Desenvolvimento Sustentável. 2015. Disponível em:

<https://nacoesunidas.org/wpcontent/uploads/2015/10/agenda2030-pt-br.pdf > Acesso em

/06/2023.

PROGEO – THE EUROPEAN ASSOCIATION FOR THE CONSERVATION OF THE GEOLOGICAL

HERITAGE. Conserving our Shared Geoheritage – A Protocol on Geoconservation Principles,

Sustainable Site Use, Management, Fieldwork, Fossil and Mineral Collecting, 2011. Disponível em: http://www.progeo.se/progeo-protocol-definitions-20110915.pdf. Acesso

em: 28/06/2023.

PROSSER, Colin D. Our rich and varied geoconservation portfolio: the foundation for the

future. Proceedings of the Geologists’ Association, v. 124, n. 4, p. 568-580, 2013.

SERRANO, Enrique; RUIZ-FLAÑO, Purificación. Geodiversity. A theoretical and applied

concept. Geographica Helvetica, v. 62, p. 140-147, 2007.

SHARPLES, Chris. A Methodology for the Identification of Significant Landforms and

Geological Sites for Geoconservation Purpose. Tasmania: Forestry Commission. 1993. 31 p.

STANLEY, M. 2003. Geodiversity: our foundation. Geology Today, v. 19, n. 3, p. 104-107,

UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. UNESCO

Global Geoparks (UGGp). 2021. Disponível em: https://en.unesco.org/global-geoparks.

Acesso em: 29/06/2023.

Downloads

Publicado

03-08-2023

Como Citar

LUFT SOUZA, Fernanda; RODRIGUES BRUNO, Mauro Daniel; HERDER SANDER, Victória. A IMPORTÂNCIA DE DIVULGAR A GEOLOGIA PARA A SOCIEDADE: UMA SÍNTESE DOS PRINCIPAIS CONCEITOS QUE CONTEMPLAM GEOPARQUES E NOVOS OLHARES. Sul-Sul - Revista de Ciências Humanas e Sociais, [S. l.], v. 4, n. 1, 2023. DOI: 10.53282/sul-sul.v4i1.984. Disponível em: https://revistas.ufob.edu.br/index.php/revistasul-sul/article/view/984. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Vol. 04 N. 01 - A naturaleza em Abya Yala: reflexões e desafios sobre a proteção e a preservação do meio ambiente na perspectiva do socioambientalismo, do buen vivir e de pachamama