O anti-intelectualismo nazi-capitalista emergente e o papel do conhecimento científico, filosófico, artístico e místico como resistência crítica e criadora na difusão social do conhecimento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.53282/sulsul.v1i01.648

Resumo

Texto apresentado no formato de palestra por ocasião do encerramento do Fórum Sociedade Crítica (FSC), evento do Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais (PPGCHS). 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dante Augusto Galeffi, UFBA

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor Titular da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Departamento de Educação. E-mail: dgaleffi@uol.com.br.

Referências

GRAMSCI, Antonio. Cartas do Cárcere. São Paulo: Civilização Brasileira, 1966.
GUATTARI, Félix. As três Ecologias. 20ª ed. São Paulo: Papirus, 2009.
HAN, Byung-Chul. No exame. Perspectivas do digital. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018.
MATURANA, Humberto; VARELA, Francisco. A árvore do conhecimento. As bases biológicas da compreensão humana. São Paulo: Palas Athena, 2001.

Downloads

Publicado

2020-05-27

Como Citar

Galeffi, D. A. (2020). O anti-intelectualismo nazi-capitalista emergente e o papel do conhecimento científico, filosófico, artístico e místico como resistência crítica e criadora na difusão social do conhecimento. Sul-Sul - Revista De Ciências Humanas E Sociais, 1(01), 07–24. https://doi.org/10.53282/sulsul.v1i01.648

Edição

Seção

Vol. 01 N. 01 - Sociedade crítica: pensamento e transformação do presente