Anúncios

Prorrogada a data-limite para recebimento de textos do Dossiê Vol. 02 N.02 "Epistemologias e ativismos lésbicos no Sul Global"

2021-07-27

A data-limite para recebimento de textos do Dossiê Vol. 02 N.02 "Epistemologias e ativismos lésbicos no Sul Global" coordenado pelas profas. Simone Brandão Souza (UFBA), Suane Felippe Soares (UFRJ) e Maria Aparecida Silva (UFAL), está prorrogada para o dia 15 de agosto de 2021. 

Saiba mais sobre Prorrogada a data-limite para recebimento de textos do Dossiê Vol. 02 N.02 "Epistemologias e ativismos lésbicos no Sul Global"

Edição Atual

v. 2 n. 01 (2021): Da pandemia de 2020: urgências e emergências da discussão sobre dominações, opressões e discriminações
					Visualizar v. 2 n. 01 (2021): Da pandemia de 2020: urgências e emergências da discussão sobre dominações, opressões e discriminações

O Dossiê "Da pandemia de 2020: urgências e emergências da discussão sobre dominações, opressões e discriminações" apresenta contributos consistentes e acessíveis através dos diversos saberes e fazeres de pesquisadoras diferentes, porém interligadas, áreas de conhecimento e de diferentes regiões do Brasil, da América Central e do Sudoeste africano, com argumentos e proposições frente aos processos anteriores, atuais e ulteriores das emergências desse cenário pandêmico de 2020 e da urgência para garantir a existência das populações desse Sul político historicamente marginalizado.

Publicado: 2021-05-25

Expediente

Apresentação do Dossiê

Ver Todas as Edições

A Sul-Sul - Revista de Ciências Humanas e Sociais é um periódico acadêmico quadrimestral vinculado ao Grupo de pesquisa Corpus Possíveis (CP/UFOB), ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais (PPHCHS/UFOB) e ao Centro das Humanidades (CEHU/UFOB). A revista se interessa por estudos e pesquisas realizados em uma perspectiva trans, multi e interdisciplinar, com atenção especial para as linhas temáticas a seguir: Corporalidades e DiferençaCultura, Gênero e SexualidadeRaça, Territorialidade e Linguagem Outras temáticas também são bem-vindas, desde que preservem, contudo, abordagem interdisciplinar e que dialoguem com teorias críticas das Ciências Humanas e Sociais, a exemplo da De(s)colonialidade, da Pós-colonialidade, da Desconstrução, das pedagogias críticas, dos diversos feminismos, dos estudos sobre gênero e sexualidade, sobre raça/etnia, sobre capacitismo e deficiências etc. Além disso, abre-se espaço amplo para as pertinentes discussões no escopo das Ciências Humanas, Sociologia e Antropologia, Educação, Direitos Humanos dentre outros saberes que se preocupem em realizar uma investigação sobre questões de demanda social e política, como as políticas públicas e instituições que constituem o tecido coletivo, de modo a vislumbrar uma outra sociedade, com base na sustentabilidade e no respeito às diferenças.

BASES DE INDEXAÇÃO

CADASTRE-SE NO SISTEMA

CONDIÇÕES PARA SUBMISSÃO